Nova Vida aos 75

“O negócio que começou na construção civil, com pouca mão de obra e métodos rudimentares, evoluiu até se tornar numa empresa com várias áreas de negócio e uma projecção internacional. A Lucios, fundada em Junho de 1943, assume-se hoje como muito mais que uma construtora, tendo-se especializado no segmento da reabilitação urbana que, de momento, ocupa 60% das obras que tem em curso”. «A experiência adquirida ao longo de 75 anos de existência, e recorde-se que a Lucios sempre teve uma área dedicada à promoção imobiliária, permitiu-nos lançar num novo desafio e também aproveitar a oportunidade do mercado”.         In Executive Digest

Lucios converte antiga sede do FC Porto em hotel

” O projecto de reabilitação prevê a criação de um hotel de charme com 54 quartos, um restaurante e bar, com forte ligação ao universo do FC Porto e com abertura prevista para o primeiro trimestre de 2020. A Lucios vai ser responsável pelos trabalhos de reconversão da antiga sede do FC Porto, localizada na emblemática Avenida dos Aliados, numa unidade hoteleira de charme, um investimento estimado em 2,8 milhões de euros. A requalificação e renovação do edifício foi entregue à construtora do Grupo Azevedos e foi definida na sequência do concurso público lançado pelo clube. O hotel, desenhado pela arquitecta Rosário Rodrigues, do atelier FA Arquitectos, tem abertura prevista para o primeiro trimestre de 2020 e será concessionado por um período de 20 anos. Após esse período, o imóvel ficará na posse do FC Porto”.                                                            In Construir (de 25-01-2019)

Projeto de Investigação e Desenvolvimento.

Na sequência do contrato de empreitada celebrado pela Lucios e a Parque Escolar para a ampliação das Escolas de Vila Verde e Trofa foi realizado um Projeto de Investigação e Desenvolvimento sobre o Tema: Gestão Sustentável e Eficiente da Construção e de Operações de Reabilitação de Edifícios. Para mais informações o processo está disponível para consulta AQUI.

Famílias recebem chaves das suas novas casas | In Diário de Coimbra

SANTA COMBA DÃO Maria de Lurdes Mota, em São Joaninho, e Pedro Varela e respectiva família, em Treixedo, receberam na semana passada as chaves das suas novas casas, depois de terem ficado sem nada no incêndio de 15 de Outubro de 2017.
O presidente da Câmara Municipal de Santa Comba Dão, Leonel Gouveia, e a presidente da Comissão de coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC) Ana Abrunhosa, fizeram a entrega simbólica das habitações, que foram reconstruídas ao abrigo do Programa de Apoio à Reconstrução de Habitação Permanente
(PARHP).
A par da nova casa, os proprietários foram, igualmente, contemplados com novas camas e sofás, oferecidos pela
empresa Aquinos, no âmbito de um apoio que abrange todas as casas, cuja reconstrução total está entregue à CCDRC.
No mesmo dia, Ana Abrunhosa e Leonel Gouveia percorreram diversas localidades.

do concelho, onde visitaram obras de reconstrução total e parcial, apoiadas pelo PARHP, tendo sido acompanhados por técnicos do município, da CCDRC, da MC2E (responsável pela fiscalização), e do consórcio ‘Edivisa’ | ‘Lucios – Engenharia e Construção’ (responsável pelos trabalhos de reconstrução das habitações).
No local, a comitiva contactou directamente com muitos proprietários e respondeu a diversas questões relacionadas
com os projectos, verificando, igualmente, o desenrolar das obras, que se encontram em diferentes fases de execução.
No concelho de Santa Comba Dão estão concluídas 35 obras de reconstrução total e parcial, desenvolvidas no âmbito
do PARHP, num valor aprovado de mais de 5,5 milhões de euros, e diversas intervenções realizadas por particulares
e apoiadas financeiramente ao abrigo deste programa, num montante aprovado que ultrapassa 1 milhão e 100 mil euros.

In