História

Chegar a 2014 e ser reconhecido no sector da construção civil como uma empresa de referência em várias áreas de intervenção é contar uma história que vem sendo construída por muitas horas de trabalho, muitas pessoas envolvidas, muitas obras e projectos em mãos, muitos sucessos e muitos outros números que não param de crescer.

Somos líderes no sector da reabilitação, liderança que resulta da capacidade de visão e de agarrar novas oportunidades.

Soubemos sempre capitalizar a experiência de mais de sete décadas de actividade e assumir uma postura evolutiva, inovadora que nos faz acreditar que é possível transformar obstáculos em oportunidades.

Foi assim desde o primeiro dia, em 1942, quando o Mestre Lúcio Azevedo decidiu arriscar por conta própria, sem grandes recursos financeiros, com métodos rudimentares e a ajuda de meia dúzia de homens trabalhadores e com a mesma vontade de arriscar. À construção civil, o Mestre Lúcio trouxe o seu cunho pessoal e os valores que acompanharam as gerações seguintes.

Chegados aos anos 70, a Lúcio da Silva Azevedo e Filhos, Lda. tem mais uma vez que vencer as contrariedades dos anos de crise em Portugal. Sob a direcção do filho Alberto Carvalho Azevedo, o mercado alvo da empresa reinventase e alarga-se a obras pelo Norte do país e para clientes tão diversos como fábricas, bancos e outras instituições que não deixaram de investir na construção civil. É nesta época, mas alguns anos mais tarde, que um novo mercado emerge: as casas de segunda habitação junto às praias, nomeadamente em Matosinhos. Uma aposta ganha e que levou ao investimento no mercado residencial de qualidade.

Não deixando de querer ser uma referência para clientes, fornecedores e concorrência, houve a necessidade de controlar as diversas especialidades na construção: assim nasce uma nova empresa, a Padinho, que se dedica à venda de materiais de construção e acrescentam-se pólos internos de execução: a carpintaria, a serralharia e a central de betão. Com estas adições, imprime-se um novo dinamismo à empresa que passa a ter o máximo de autonomia nas suas obras e um controlo absoluto na qualidade da sua realização.

A Lucios ganha novo fôlego, há maior solidez e determinação de vencer. Com uma dimensão considerável é chegada a hora, nos anos 90, de reorganizar as empresas do Grupo. É aqui que entra a Azevedo’s, uma empresa de gestão global de participações e a terceira geração da família que incute novas metodologias para a consolidação da Lucios e a orienta em novas direcções e mercados.

Nos últimos anos, com a gestão executiva a cargo de Filipe Azevedo, a Lucios assumiu-se como pioneira e especialista na área da reabilitação urbana, título comprovado por vários prémios nacionais, e expandiu-se além-fronteiras levando o nome da Lucios para outros países e mercados.